Câmara A+  
A-  
A 
Buscar no site:

O engenheiro da prefeitura solicitou o uso da tribuna para prestar esclarecimentos


Em 19/08/2014 - O engenheiro da prefeitura solicitou o uso da tribuna para prestar esclarecimentos

A reunião da Câmara de Monte Belo no dia 19 de agosto foi marcada por polêmicas. Isto porque na reunião do dia 05 de agosto, os vereadores Nilsinho, Marquinho Tranches e Luiz Carlos do Doti apresentaram questionamento sobre obras de pavimentação asfáltica na Rua João Lopes. Diversas dúvidas foram levantadas, principalmente quanto à largura da rua, trechos sem pavimentação e poste de iluminação. Na reunião desta semana, o engenheiro civil da prefeitura, Antoni Ferreira Júnior, solicitou o uso da tribuna da Câmara para prestar os devidos esclarecimentos. Durante cerca de 1 hora e 30 minutos, o profissional prestou esclarecimentos sobre questões técnicas e execução do projeto. Os vereadores Nilsinho, Marquinho Tranches e presidente Luiz Carlos fizeram perguntas referentes ao assunto. Em determinado momento, durante manifestação da vereadora Cida, o clima ficou tenso e foi necessária a intervenção do presidente Luiz Carlos. Também durante a manifestação do presidente Luiz Carlos e do vereador Marquinho Tranches houve um momento de tensão.

DESABAFO DE VEREADORA - A vereadora Cida (PSD) parabenizou e agradeceu ao presidente Luiz Carlos do Doti (DEM) pela forma com que conduziu o debate com o engenheiro da prefeitura. Principalmente, por ter defendido a sua pessoa em determinado momento. Cida manifestou seu repúdio pela atitude do engenheiro, que se exaltou e pediu que sua fala fosse interrompida. “Achei uma falta de respeito comigo. Querendo ele ou não, sou uma autoridade e estou na minha casa de lei. Ele é apenas um funcionário”, desabafou.

INDICAÇÕES AO EXECUTIVO - A vereadora Cida (PSD) sugeriu a execução de obra de pavimentação asfáltica na Rua São Paulo, localizada no bairro Jardim Eldorado. O pedido visa melhorias na infraestrutura da cidade, proporcionando vias decentes e trafegáveis à população.

O vereador Nilsinho (PMDB) sugeriu a instalação de caixa de som com microfone no Velório Municipal. Segundo ele, a solicitação foi feita atendendo solicitação da cidadã Maria Aparecida, membro da Pastoral da Esperança. O mesmo vereador também sugeriu a adequação do piso salarial dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate às endemias. Justificou que Lei Federal fixa o piso salarial no valor de R$ 1.014,00.

O vereador Ricardo Prado (PR) sugeriu a adoção de providências no sentido de que sejam construídos redutores de velocidade na Rua Sete de Maio e, principalmente, na Rua XV de Novembro, entre o hospital e a estação. Isto porque os motoristas não estão respeitando os limites de velocidade. Solicitou ainda que as lombadas existentes sejam pintadas novamente, pois a falta de pintura dificulta a identificação pelos motoristas.

DESPESAS DE 2012 - O vereador Nilsinho (PMDB) solicitou o envio ao Legislativo do relatório e documentos referentes aos gastos com tintas, mão de obra e outras despesas com o serviço de sinalização de trânsito das ruas da cidade no ano de 2012. O requerimento foi aprovado por todos os vereadores.

HOMENAGEM AO PADRE - Foi aprovado por unanimidade, em turno único, projeto de Resolução de autoria dos vereadores Nilsinho (PMDB) e Cida (PSD) concedendo título de cidadão montebelense ao Pároco Municipal, Padre Arnaldo Lourenço Barbosa. O vereador Nilsinho afirmou que observou como sua obrigação conceder o título ao religioso que atua na cidade há quatro anos. Segundo ele, o padre é muito querido pela população, sempre levando alegria a todos. A vereadora Cida também destacou o merecimento do título concedido. Dirigiu inúmeros elogios ao religioso, confessando que estava afastada da igreja por falta de motivação e motivos pessoais. “É um padre maravilhoso e que enche de alegria os participantes das missas”, disse. Marquinho Tranches parabenizou os colegas Nilsinho e Cida pela iniciativa, também destacando as qualidades do religioso. O presidente Luiz Carlos do Doti afirmou que o padre é um grande comunicador e homem de Deus.

MOTORISTAS DA SAÚDE - Entrou na pauta da reunião, projeto de Lei dispondo sobre a concessão de diárias do tipo ajuda de custo para os motoristas da Secretaria de Saúde e Bem Estar Social do município. O vereador Marquinho Tranches (DEM) pediu vistas ao projeto, que deverá ser votado na próxima reunião. Justificou seu pedido afirmando que manterá contatos com a Secretária de Saúde reivindicando um valor maior para a classe dos motoristas, visto que o valor apresentado no projeto é muito baixo.

SUBVENÇÃO AO HOSPITAL - Foi aprovado por unanimidade, em turno único, projeto de Lei que concede subvenção social à Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Monte Belo no valor de R$ 1.400,00. Conforme justificativa, o recurso será aplicado no pagamento de plantão médico e profissional técnico em radiologia.

NOVAS CONQUISTAS - O vereador Aloísio “Biscoito” (PR) confessou toda sua alegria por ter pedido atendido pelo deputado estadual Sávio Souza Cruz, sendo que o município foi contemplado com uma ambulância UTI Móvel. O vereador manifestou sua certeza de que a ambulância será de grande importância no atendimento à população do município. Com isso, manifestou seu agradecimento ao deputado Sávio.

Diversos vereadores parabenizaram o colega Biscoito pela conquista junto ao deputado. Manifestaram satisfação pela conquista os vereadores Ricardo Prado, Cida, Claudinho, Natalino, Nilsinho e presidente Luiz Carlos do Doti.

O vereador Claudinho (PR) informou a chegada de um veículo Doblô que conquistou junto ao deputado estadual Cássio Soares, também sendo de grande importância para o transporte de pacientes. O vereador solicitou o envio de ofício à Secretária de Saúde para que a mesma viabilize os exames de ultrassom para gestantes do município. Segundo tomou conhecimento, algumas pessoas não estão conseguindo o exame. Lembrou que o aparelho foi conquistado junto ao deputado Cássio Soares em agosto de 2013, sendo que até o momento já foram realizados mais de 1.300 exames.

COLETA SELETIVA - O vereador Ricardo Prado (PR) informou que a concessão da progressão das letras ao funcionalismo da prefeitura será pago 4% neste mês de agosto. Comentou ainda que a coleta seletiva de lixo está sendo feita de segunda a quinta-feira, sendo que os moradores devem separar somente o lixo de reciclagem. Logo será iniciada uma campanha de conscientização da população, principalmente com trabalhos educativos nas escolas. Também será formada uma cooperativa de catadores para funcionamento de uma usina de triagem e compostagem do lixo. Ricardo ainda parabenizou a realização da 2ª FECOMB - Feira do Comércio de Monte Belo, sendo comprovada a união dos empresários. O evento ainda contribuiu com o hospital e APAE do município. No final do ano, os comércios estão oferecendo o sorteio de um veículo aos consumidores.

PROBLEMAS NA JURÉIA - O vereador Natalino Batista Rosa (PT) voltou a cobrar providências citando a necessidade de colocação de um alambrado na caixa de água e padrão de luz no Distrito de Juréia. Segundo ele, o problema da caixa de água é bastante sério, visto que existe fiação elétrica no local colocando em risco a segurança das pessoas.

DESCASO COM O TRANSPORTE - O vereador Nilsinho (PMDB) revelou o descaso do setor de transporte de pacientes. Segundo ele, muitas vezes as pessoas ficam esperando o veículo, que não aparece e nenhuma explicação é dada ao usuário. Em outras ocasiões, o transporte chega atrasado ao local da consulta, prejudicando o tratamento das pessoas. Nilsinho ainda agradeceu ao deputado Tiago Ulisses pela destinação de recursos de R$ 65 mil para a aquisição de uma ambulância para o município. Por fim, manifestou satisfação pela execução do asfalto no Distrito de Jureia.

ESCLARECIMENTOS - Na reunião anterior, o vereador Nilsinho questionou o pagamento para uso do campo de futebol. Segundo informações, o valor seria usado para custeio da iluminação. Na reunião desta semana, o presidente Luiz Carlos do Doti (DEM) comentou que manteve contato com o responsável Luiz Carlos Macedo, que apresentou todos os recibos de pagamento. Além disso, esclareceu que o pagamento ocorre no setor de tributação da prefeitura. O presidente sugeriu que o valor de R$ 157,00 possa ser reduzido mediante providência e iniciativa do prefeito.

FONTE: A Folha Regional - Ed. 1207